Como saber se minha empresa está dando lucro?

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Para gerir bem as finanças de sua empresa é preciso estar atento a todos os aspectos operacionais desta, e um dos principais indicadores que deve ser observado é o lucro.

Neste post você vai entender melhor o que é o lucro, qual a demonstração contábil que apresenta este conceito, bem como sua diferença para lucratividade e a importância de diferenciar o lucro do seu fluxo de caixa.

O que é o lucro

Tanto o lucro quanto o prejuízo são valores que podem ser encontrados na Demonstração do Resultado do Exercício ou DRE como é mais conhecida, e representam o resultado do confronto entre as receitas e despesas de um  dado período.

Quando uma empresa tem lucro é por que houve uma sobra entre seu faturamento e o valor dos gastos necessários para a sua atividade. Já no caso de prejuízo, o valor dos custos e despesas foram maiores do que o faturamento, indicando que a empresa pode estar passando por problemas.

Quando o Lucro ocorre?

Resultado Operacional = Receita – Despesa ( RO = R – D)

O Lucro ocorre quando o R é maior que o D, ou seja, o RO é positivo, simples assim. Se der negativo, é prejuízo.

R > D = Lucro (Número Positivo)

Essa conta deve ser feita considerando um período de tempo adequado para cada tipo de negócio.

Negócios com grandes sazonalidades, como fábricas de sorvete e pousadas,  devem avaliar o lucro em um período anual. Já comércios varejistas podem avaliar até mesmo em períodos mensais. Mas o período anual sempre será o mais adequado.

E o que é Resultado de Caixa?

O Resultado de Caixa é o Resultado Operacional + Receitas Não Operacionais – Despesas Não Operacionais.

Receitas e Despesas Não Operacionais são aquelas não ligas diretamente à produção, mas que impactam o caixa da empresa.

As receitas operacionais mais comuns são a tomada de empréstimos, o aporte de sócios e a venda de ativos. Elas melhoram o saldo bancário. Na contramão estão os opostos: pagamento de empréstimos, retiradas dos sócios além do pró-labore e investimentos.

Assim, uma empresa pode estar dando lucro, mas apresentar um resultado de Caixa negativo, pois as Despesas Não Operacionais são maiores que o Lucro. Isso quebra muita empresa.

Quais são os Indicadores Fundamentais de uma empresa?

  1.  Faturamento
  2.  Custo Variável
  3.  Margem de Contribuição (1-2)
  4.  Custo Fixo
  5.  Ponto de Equilíbrio
  6.  RESULTADO OPERACIONAL (1-2-4)
  7.  Receitas Não Operacionais
  8.  Despesas Não Operacionais
  9.  RESULTADO DE CAIXA (6+7-8)

É só isso. Simples.

Não deixe de visitar os dois links acima se esse são problemas de sua empresa.

E como buscar o Lucro?

A busca do Lucro passa então por:

. Aumentar a Receita (> R)
. Diminuir a Despesa (< D)

Para aumentar a Receita é preciso:

. Ter mais clientes e/ou projetos (divulgação)
. Vender mais por cliente
. Oferecendo mais produtos e/ou projetos maiores (aumentar / melhorar o mix de produtos)
. Aumentar o preço se possível (aumentar a Margem de Contribuição)

Para diminuir a Despesa é preciso:

. Diminuir os Custos Variáveis (aumenta a Margem de Contribuição)
. Aumentar a produtividade (fazer mais com menos)
. Diminuir o custo de aquisição de mercadorias e insumos (comprar mais barato)
. Diminuir o uso de insumos (economia)
. Diminuir custos com impostos (planejamento tributário)
. Diminuir custos com taxas e comissões (negociações / troca de fornecedores)

. Diminuir os Custos Fixos (negociações / troca de fornecedores)

Na prática, o Máximo Lucro vem de:

. Máximo faturamento
. Máxima Margem de Contribuição
. Mínimo Custo Fixo

Cada item desses será diagnosticado e seu potencial de contribuir será descoberto e explorado.

Diferença entre lucro e lucratividade

Outro conceito importante e que deve ser entendido para uma boa gestão é o conceito de lucratividade. Para calcular a lucratividade de sua empresa basta dividir o lucro pelo faturamento, assim, se você tem um faturamento de R$80.000,00 mensais e um lucro final de R$10.000, a sua lucratividade é de 12,5%.  E o lucro é R$ 10.000.

E como saber se este valor é bom ou ruim? É muito comum que sejam utilizadas empresas do mesmo setor para uma comparação de lucratividades e assim, é possível verificar se sua empresa está na média ou não.

A experiência da ProLucro aponta para 15% como um número mágico para pequenas empresas. A partir de 10% é aceitável. 20% é excelente e raro.

 

Conheça também:

Consultoria Empresarial: o que é, princípios e quando contratar

Precificação ou Formação de Preços: um guia simples e objetivo

 

Saudações e sucesso.

Flávio
Flávio Barcellos Guimarães
Consultor
CEO ProLucro

ABRIR UM NOVO NEGÓCIO

Plano de negócios

Começar do zero, abrir uma filial, comprar uma empresa aberta, entrar de sociedade, investir nos outros…
A ProLucro vai te auxiliar.
Saber mais

MELHORAR MEU NEGÓCIO ATUAL

VAMOS LÁ!

Organizar, crescer, aumentar o lucro, sair da crise, trabalhar com mais prazer, trabalhar menos, fazer minha sucessão…
A ProLucro vai te auxiliar.
Saiba Mais

CONSULTORIA ONLINE

VAMOS LÁ!

Conte com nossos profissionais para aumento do desempenho e sucesso do seu negócio.
A ProLucro vai te auxiliar.
Saiba Mais

SABER QUANTO VALE MEU NEGÓCIO

VAMOS LÁ!

Querem comprar meu negócio, às vezes penso em vender, tenho um investidor interessado, quero saber o valor da minha empresa…
ProLucro vai te auxiliar.
Saiba Mais

Compartilhe

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Quer conversar com um consultor sem compromisso?

Quero!

Preencha nosso formulário, logo entraremos em contato.

Cadastre-se em nossa Newsletter

Receba dicas e novidades exclusivas da ProLucro direto em seu e-mail.